Buscar

Servidores pressionam e Câmara de Pontalinda rejeita reajuste para prefeito,vice e vereadores

Atualizado: 16 de Fev de 2019

Os servidores públicos municipais de Pontalinda se mobilizaram e com gritos de "VERGONHA, VERGONHA" e "VISTA,VISTA" convenceram os vereadores a adiar a votação do reajuste da Cesta Básica do funcionalismo até nova discussão com o prefeito Elvis Carlos de Souza. A manifestação aconteceu durante a Sessão Extraordinária realizada para analisar a proposta de reajuste do funcionalismo daquele município, na manhã de hoje, segunda-feira,29 de janeiro. Na mesma reunião, os vereadores rejeitaram o aumento dos vencimentos do prefeito,vice,secret secretários e dos próprios parlamentares.

Liderado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jales e Região, os servidores lotaram a câmara, demostrando uma grande capacidade de força e mobilização. Eles acompanharam atentamente a votação dos Projetos de Lei que previam o reajuste salarial da categoria, o que previa reajuste no valor da Cesta Básica e o reajuste do vencimento dos agentes políticos.

Servidores lotaram a câmara para acompanhar a votação.

Segundo o que foi proposto pelo prefeito Elvis,,os servidores receberiam a reposição da inflação dos últimos 12 meses (3,02%), conforme prevê a Constituição Federal,mais um ganho de R$20,00 no valor da Cesta Básica,que atualmente é de R$110,00.A proposta foi considerada insuficiente pelos trabalhadores.

"No ano passado,o senhor Elvis enviou para a câmara um projeto para aumentar a cesta em R$30,00,mas os servidores não concordaram e pediram aos vereadores que o rejeitassem até que o prefeito chegasse a um valor no mínimo aceitável. Só que até hoje ele não atendeu, deixando os servidores sem aumento na cesta",disse o presidente do Sindicato, José Luís Francisco.

"Neste ano,ele ainda diminuiu esse valor, enviando uma proposta de aumento de apenas R$20,00. Então os servidores pressionaram e os vereadores pediram vistas do projeto até que o prefeito repense essa proposta que é ridícula",completou.




A falta de compreensão do prefeito sobre as necessidades dos trabalhadores só piorou a situação. Além dos R$30,00 que eles não ganharam no ano passado e dos R$20,00 que o prefeito propôs para este ano,os servidores querem que a Cesta Básica chegue a R$200,00. Atualmente o valor pago é de R$110,00.

O Sindicato tem buscado o diálogo com o prefeito e na última sexta-feira,parte da diretoria tentou se reunir com o chefe do Executivo,mas foi informada que ele estava em reunião no Ministério Público..

"Se ele não atender as necessidades dos servidores, vamos fazer nova assembleia em 15 dias para discutir uma paralisação",alertou.

Por unanimidade,os vereadores rejeitaram o reajuste dos próprios vereadores,do prefeito e do vice.



0 visualização
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

ENDEREÇO

Rua Dezessete, 2171 - Centro, Jales - SP,

CEP 15700-042

Telefone: (17) 3632-1315