Buscar

Sem acordo, servidores municipais de São João das Duas Pontes podem entrar em greve

Em nova reunião com os servidores públicos do município e Instituto de Previdência, na noite desta sexta-feira, dia 15 de fevereiro, o prefeito de São João das Duas Pontes, José Carlos Baruci, voltou a culpar o índice de contribuição patronal pela falta de reajuste salarial dos servidores daquele município. Segundo ele, o município paga o equivalente a 48% dos salários para o Instituto de Previdência e a despesa o impede de conceder qualquer percentual de reajuste para os trabalhadores. O percentual é mais que o dobro do que normalmente os municípios pagam, 22%. Foi a terceira vez que o prefeito usa o argumento, que já tinha sido usado em outras duas reuniões com o Sindicato.


O presidente do Sindicato, José Luis Francisco, garante aos servidores de Duas Pontes que seus direitos estarão assegurados

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Jales e Região, José Luis Francisco, lamentou a situação, mas frisou que os servidores não podem pagar pelos erros de administrações passadas. E alertou: “Esperamos que na próxima reunião, o prefeito apresente alguma coisa concreta de reajuste salarial ou de aumento na Cesta Básica dos servidores porque se não, podemos partir para uma paralisação”.

A reunião foi marcada pela explanação técnica de um profissional contratado pelo Instituo de Previdência sobre a composição do índice e de como se chegou a essa situação. José Luis assistiu atentamente e disse que toda a reunião estava sendo filmada para fazer parte de uma denúncia ao Ministério Público. “Os responsáveis por essa situação terão que arcar com os seus erros. Vamos ver quem levou a essa situação porque isso vem lá de trás, de erros do passado. Mas uma coisa é certa: os servidores é que não são e não vão pagar essa conta”.

José Luis lamentou os numeros apresentados, mas ressaltou que os servidores não podem ser responsabilizados por erros de administrações passadas

O presidente também anunciou que a partir da próxima semana o Departamento Jurídico do Sindicato já vai começar a colher assinaturas de servidores sindicalizados para ingressar com ações judiciais para reivindicar o reajuste dos últimos cinco anos. "É um direito constitucional do trabalhador, portanto, é líquido então vamos garantir isso pelo menos aos servidores sindicalizados".

A diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Jales e Região também está questionando o prefeito sobre a abertura de um concurso para contratação de mais 22 servidores. “Ora, isso é, no mínimo, incoerente. O prefeito diz que não pode dar reajuste para não ultrapassar o limite legal de gasto com a Folha de Pagamento, mas abre um concurso para mais 22 vagas? Vamos acompanhar de perto essa situação”.

0 visualização
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

ENDEREÇO

Rua Dezessete, 2171 - Centro, Jales - SP,

CEP 15700-042

Telefone: (17) 3632-1315